SIGA-NOS
 
PARTILHAR:  
Imprensa
Município de Esposende recupera “Galaicofolia | 2000 anos de festa”
Município de Esposende recupera “Galaicofolia | 2000 anos de festa”
Cinco anos depois da realização da primeira edição da «Galaicofolia | 2000 anos de festa», a Câmara Municipal de Esposende recupera este evento cultural, de lazer e entretenimento promovendo nova edição nos próximos dias 26, 27 e 28 de Julho, no Castro de S. Lourenço, em Vila Chã.
 
A iniciativa, cuja apresentação decorreu esta manhã no Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã, enquadra–se na política cultural e turística do Município e assume–se como um evento diferenciador capaz de cativar turistas e visitantes, valorizando o património arqueológico do concelho, como salientou o Vice–Presidente da Câmara Municipal.
 
Benjamim Pereira referiu a necessidade de o Município diversificar a oferta turística, apostando, em complemento ao turismo balnear, na realização de outro tipo de eventos como forma de dinamizar o sector turístico e impulsionar a economia local. Proporcionar ao público uma experiência diferente e inovadora é, pois, um dos propósitos deste evento, cuja singularidade foi destacada pelo Vice–Presidente da Câmara Municipal, assumindo que o objectivo é sedimentar este evento, fidelizando públicos, para lhe acrescentar dimensão, extravasando o âmbito regional e cativando novos públicos, nomeadamente da Galiza, em Espanha.
 
O Autarca manifestou, de resto, total confiança no sucesso desta segunda edição da Galaifolia, na medida em que estão reunidas as condições para a verdadeira festa, desde logo pelo local onde irá decorrer, o Castro de S. Lourenço, um dos maiores ex–libris do património arqueológico de Esposende e da região Norte, rodeado por uma magnífica paisagem.
 
A data de realização, dado ser um período de férias e ser também propício à realização de festas, foi outros dos factores positivos apontados por Benjamim Pereira, que realçou igualmente o facto de o evento ter entrada gratuita, nomeadamente os espectáculos musicais. O estacionamento estará assegurado, assim como toda a logística inerente à realização de um evento desta natureza, garantiu o Autarca, destacando também a colaboração da Junta de Freguesia local e dos restantes parceiros, bem como dos mais de 130 voluntários que estarão a trabalhar ao longo dos três dias.
 
Esta segunda edição da "Galaicofolia | 2000 anos de festa" corresponde a um investimento de cerca de 40 000 euros, menos de ¼ do montante gasto em 2008. Benjamim Pereira deixou claro que, apesar da redução do investimento, não está em causa a qualidade do evento, cujo cartaz apresenta nomes de referência da música folk.
 
Concertos, recriações históricas, gastronomia, espaço infantil, desafio galaico e mercado romano são alguns dos ingredientes da festa. No que se refere aos concertos, no dia 26 de Julho actua o grupo Oquestrada, no dia 27 a cantora de folk norte–americana Erica Buettner e o grupo galego Brañas Folk, e, no dia 28, a música estará a cargo do grupo Pé na Terra.
 
De resto, tal como na edição de 2008, irá funcionar o Espaço Caturo para os mais pequenos, haverá oficinas de trabalho artesanal galaico, o mercado romano, a área alimentar com gastronomia galaica e romana, um espaço místico, o curral com animais, e diversas ambiências históricas, havendo ainda lugar a recriações históricas, recordando o modus vivendi do povo castrejo. Os mais ousados poderão experimentar o desafio galaico, com actividades radicais, como voo em slide ou o salto em queda livre.
 
A par de toda a animação que ocorrerá durante o dia, a que se juntam jogos e outras surpresas, as noites prometem também ser de festa, não faltando a célebre queimada galega. Estão, pois, reunidas as condições para uma verdadeira Festa Galaica — a Galaicofolia.

Notícia do Serviço de Comunicação e Imagem do Munícipio de Esposende. 18/04/2013.