SIGA-NOS
 
PARTILHAR:  
sobre
a origem
A “Galaicofolia” é um projecto surgido da necessidade de gerar novas oportunidades na oferta cultural e turística de Esposende...
O concelho de Esposende enquadra-se numa região que tem revelado ser muito rica a nível de património arqueológico. A política de proteção, preservação e divulgação que a Câmara Municipal de Esposende tem vindo a implementar, tem por finalidade fomentar o conhecimento deste património a nível nacional e internacional.
 
Do conjunto dos vestígios arqueológicos do concelho de Esposende, o Castro de S. Lourenço, na freguesia de Vila Chã, é sem dúvida o mais conhecido e um dos maiores ex-libris do património arqueológico de Esposende e da região, em resultado das campanhas de escavações arqueológicas que aí vêm sendo desenvolvidas e, sobretudo, pelo trabalho de musealização nele realizado.
 
Esposende é procurado por uma massa turística considerável no período de Verão. As praias do concelho, o sol e os serviços disponíveis são fatores de atividade comprovada além da diversidade de festividades praticadas. Exemplo disso são as inúmeras festas que proliferam por toda a área geográfica do concelho e muito particularmente nas Marinhas, onde também se insere o castro. A Câmara Municipal de Esposende juntou estes três eixos fundamentais e criou a Galaicofolia – a folia Galaica, a Festa Galaica.
 
A “Galaicofolia” é um projeto surgido da necessidade de gerar novas oportunidades na oferta cultural e turística de Esposende, recorrendo à Cultura como matéria para uma dinamização do turismo complementar ao sol e à praia – capitalizando os recursos patrimoniais e diversificando as soluções disponíveis no concelho ao nível do entretenimento e do lazer.
 
A opção por um projeto como a “Galaicofolia” está, assim, estreitamente ligada à valorização da cultura local e regional, bem como à promoção do património arqueológico e natural do Concelho de Esposende.